Participação da Fundação Sintaf no I Encontro Internacional de Observatórios: Cidades, Governança, Controle Social e Gestão Pública

16


Dia 07 de novembro, aconteceu em Fortaleza, o I Encontro Internacional de Observatórios: Cidades, Governança, Controle Social e Gestão Pública, TCE/CE) realizado pelo Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE), por intermédio do seu Instituto Escola Superior de Contas e Gestão Pública Ministro Plácido Castelo (IPC), em parceria com o Observatório de Fortaleza do Instituto de Planejamento de Fortaleza(IPLANFOR).


O objetivo do evento foi promover a disseminação de conhecimentos e troca de experiências sobre a atuação dos observatórios, além de incentivar e estimular o debate entre essas instituições, agentes públicos, representantes da sociedade organizada e demais interessados no tema.


 A Fundação Sintaf (FSintaf) , através dos estudos feitos pelo Observatório de Finanças Públicas do Ceará (Ofice) participou do evento. A diretora geral, Yvelise Benzi, da FSintaf dialogou sobre os objetivos do Ofice e seu funcionamento,  em um dos painéis do Encontro. A experiência foi muito gratificante no campo do intercâmbio do conhecimento, com vista a realidade exposta por vários observatórios, de inciativa pública e privada, existentes na cidade.


O evento começou com apresentação do Coral Vozes da Corte (com participação de servidores/colaboradores do TCE). Dentre as palestras apresentadas durante o dia, uma das mais futuristas foi a ministrada pelo cofundador da Data Science Brigade (DSB), Leandro Devegili, que apresentou o desenvolvimento e os resultado da “Operação Serenata de Amor”, projeto com o foco na análise e identificação de vários gastos suspeitos de deputados federais, que usa ciência de dados – as mesmas tecnologias utilizadas por gigantes como Google, Facebook e Netflix – com a finalidade de fiscalizar gastos públicos e compartilhar as informações de forma acessível a qualquer pessoa.


Outra bem marcante, foi a realizada pelo Fundador do Observatório de favelas, na comunidade da Maré (RJ), ministrada por Jailson de Souza(geógrafo e ativista), sua fala enfatiza a importância dos Observatórios na produção de conhecimento sobre determinado tema, no desenvolvimento de várias  metodologias e , em especial, na análise crítica sobre as politicas públicas, com a intenção de tentar modificar a realidade social.



 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here