Governo do Ceará abre Bicentenário da Confederação do Equador nesta quinta-feira (27)

122

Solenidade de Abertura da programação comemorativa acontece no Palácio da Abolição, às 9 horas, com a presença do Governador do Estado, Elmano de Freitas

Insurgência nordestina contra a opressão monárquica, inspirada pelos ideais republicanos da Revolução Francesa e concebida intelectualmente no Seminário de Recife, a Confederação do Equador completa 200 anos em 2024. O Ceará teve papel destacado no movimento revolucionário, tendo como um dos seus principais mentores o jornalista e padre católico Gonçalo Inácio de Loyola Albuquerque e Mello, conhecido como Padre Mororó, que, seis meses antes da eclosão da Confederação, provocou a Câmara dos Vereadores de Quixeramobim a destituir o Imperador e a proclamar a República.

Dado o papel de destaque que teve o Ceará na Revolução Pernambucana, na Independência do Brasil e na Confederação do Equador, e na ausência de comemorações dos bicentenários destes movimentos à altura de suas importâncias, que a Fundação Sintaf convenceu o Governo do Estado do Ceará a reunir diferentes iniciativas e seus organizadores em uma programação comemorativa pelos 200 anos do movimento. O Instituto do Ceará, a Assembleia Legislativa, o Arquivo Público do Estado, o Museu do Ceará e a Companhia Teatral Criando Arte participam da empreitada coordenada pela Fundação e patrocinada pela Casa Civil do Governo.

A Solenidade de Abertura acontecerá nesta quinta-feira, 27 de junho, às 9 horas, no Palácio da Abolição em Fortaleza, onde serão condecorados com a Medalha Padre Mororó, outorgada pela Fundação Sintaf, o Governador do Estado Elmano de Freitas, o Ex-Governador Lúcio Alcântara, o Presidente da Assembleia Legislativa Evandro Leitão, o Presidente do Instituto do Ceará General Júlio Lima Verde, o Deputado Federal Idilvan Alencar, os Deputados Estaduais De Assis Diniz e Renato Roseno, o Assessor Especial de Assuntos Municipais do Governo Artur Bruno, a Diretora do Arquivo Público do Estado Janaina Ilara, a Diretora do Museu do Ceará Raquel Caminha e o Diretor de Organização do Sindicato dos Fazendários do Ceará Carlos Brasil.

No decorrer de um ano a programação constará, além da Solenidade no Palácio do Governo com entrega da Medalha Padre Mororó, de duas Audiências Públicas realizadas pela Assembleia Legislativa, sendo uma no Crato e outra em Fortaleza, de Seminário Conjunto sobre a Confederação realizado em Fortaleza pelo Instituto do Ceará e em Recife pelo Instituto de Pernambuco, de publicação de tomo especial da Revista do Instituto do Ceará sobre a Confederação, de exposições itinerantes e na sede do Arquivo Público e do Museu do Ceará, além da reedição de livros dos dois órgãos com documentos da Confederação, e de dez apresentações nas cidades de Fortaleza, Aracati, Crato, Icó, Quixeramobim e Sobral de espetáculo de teatro sobre a Confederação e o Martírio do Padre Mororó.

Serviço
Solenidade de Abertura às Celebrações do Bicentenário da Confederação do Equador
Data: 27 de junho de 2024
Horário: 9 horas
Local: Palácio da Abolição (Rua Silva Paulet, 400 – Meireles, Fortaleza/CE)
Informações: (85) 986 59 61 33 – Guilherme Azevedo, ou no e-mail comunicacao@fundacaosintaf.org.br