Vencedores do Prêmio Sintafjor – Fundação Sintaf em pauta

9

 

Na noite de sexta-feira (16/12), o Sindicato dos Fazendários do Ceará (Sintaf) realizou a cerimônia de premiação do 1º Prêmio Sintaf de Jornalismo (SintafJor), que trouxe ao centro do debate “O presente e o futuro do fisco estadual cearense”. O evento aconteceu na Biblioteca Pública Estadual do Ceará (BECE), reunindo representantes do movimento sindical e das equipes finalistas.

Na mesa de abertura, o diretor de Organização do Sintaf, Carlos Brasil, manifestou a sua satisfação em receber as equipes concorrentes ao Prêmio. “Continuaremos nesse caminho, de levar à sociedade o debate sobre as questões fiscais mais relevantes. Acredito que este é o primeiro de vários concursos. Com a ajuda de vocês, vamos construir uma sociedade mais transparente”, afirmou.

Para o presidente do Sindicato dos Jornalistas do Ceará (Sindjorce), a tradição que o Sintaf inicia com o SintafJor é relevante. “Nesse período de ataque ao jornalismo, que possamos construir mais espaços como esse, de valorização do trabalho dos jornalistas. E o Ceará tem fortalecido essa tradição de prêmios”, comemorou. “O papel dos fazendários é fundamental nesse momento crucial que vivemos. A sociedade brasileira precisa discutir as finanças públicas e o próprio orçamento público”, destacou.

O jornalista Moacir Maia, que idealizou o Prêmio Prefeitura de Fortaleza de Jornalismo e esteve à frente de suas seis edições, quando era coordenação de Comunicação Social da PMF, louvou a existência de profissionais que acreditam no exercício do jornalismo como elemento fundamental da construção da cidadania. “A instituição de um prêmio como esse é sempre um farol, um processo de energização e animação dos jornalistas. Isso cria referências novas na perspectiva de que se entenda que sem jornalismo não há salvação para nenhuma sociedade”, sublinhou.

TELEJORNALISMO

O primeiro lugar na categoria Telejornalismo foi concedido à equipe da TV Assembleia, coordenada pela jornalista Suely Frota. A série de reportagens destacou o tema “Equilíbrio fiscal nos municípios cearenses”, com foco no trabalho proposto e desenvolvido pela Fundação Sintaf em conjunto com o OFICE (Observatório de Finanças Públicas do Ceará).

“O tema foi desafiante, mas muito prazeroso. Espero participar de todas as premiações. Parabéns a todos nós, que após todo esse período tenebroso chegamos até aqui”, comemorou.

O diretor da Fundação Sintaf Liduíno de Brito esteve presente e participou da entrega do prêmio à equipe vencedora.

O vencedor na categoria Jornalismo Impresso foi o jornal O Povo, com a reportagem “Estudo propõe novo fundo social para repor perdas de ICMS”, de autoria do repórter Samuel Pimentel.

Na categoria Radiojornalismo, a Rádio Universitária FM conquistou o primeiro lugar com a série de reportagens “O presente e o futuro do fisco estadual cearense”, produzida por Síria Mapurunga e equipe.

A série de reportagens “Combate à Pobreza – Leis e Avanços” conferiu ao Portal do Servidor da Assembleia Legislativa do Ceará o primeiro lugar na categoria Webjornalismo. A série, de autoria compartilhada, foi produzida por Salomão de Castro e equipe, sobre a legislação do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (FECOP).

Confira a matéria da TV Assembleia: