Fundação Sintaf e Unipace assinam termo de cooperação com a presença do presidente da AL-CE

12

O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado Evandro Leitão (PDT), esteve na sede do Sindicato dos Fazendários do Ceará (Sintaf) nesta quinta-feira (19), acompanhado do diretor acadêmico da Escola Superior do Parlamento Cearense (Unipace), Robson Loureiro, para assinar o termo de cooperação técnica entre a instituição e a Fundação Sintaf.

A parceria entre a Fundação Sintaf e a Unipace – formalizada por meio da Assembleia Legislativa do Ceará e do Sintaf – possibilitará a oferta do Curso de Especialização em Governança e Gestão Pública para Resultado, voltado aos secretários de Finanças dos municípios cearenses, principalmente os de até 50 mil habitantes.

A ideia é usar a experiência dos fazendários que compõem o corpo técnico da Fundação Sintaf e colocá-la a serviço da modernização das administrações municipais, em especial, a administração tributária e financeira.

O curso de especialização compõe um conjunto de iniciativas que busca viabilizar o equilíbrio fiscal dos municípios cearenses, o que se torna ainda mais importante no atual momento de crise.

Ao acolher o presidente da Assembleia Legislativa, Evandro Leitão, o diretor de Organização do Sintaf, Carlos Brasil, agradeceu a presença do deputado e o seu empenho para a assinatura do termo de cooperação. Ele também engrandeceu o trabalho da Fundação Sintaf, que em 28 de fevereiro completará 15 anos de atuação.

Em sua fala, o diretor-geral da Fundação Sintaf, Liduíno de Brito, destacou outra conquista que teve o protagonismo do presidente da AL-CE: o reconhecimento da Fundação Sintaf como entidade de utilidade pública, por meio da aprovação da lei nº 18.287, de 26 de dezembro de 2022. “Com isso, podemos avançar e retomar uma série de trabalhos. Agradeço imensamente ao deputado Evandro Leitão e às diretorias do Sintaf e da Fundação, que não mediram esforços para concretizar esse convênio que hoje celebramos”, enfatizou. “Temos agora a missão de desempenhar um trabalho com foco na gestão fiscal dos municípios. A Fundação é isso: são servidores da Secretaria da Fazenda em prol da melhoria do Estado do Ceará”, completou.

Por sua vez, o Presidente da Assembleia Legislativa elogiou a qualidade técnica dos fazendários: “Esse trabalho desenvolvido junto aos municípios é algo que temos que parabenizar”, afirmou. “Tenho certeza de que vocês capacitarão muitas pessoas e prestarão um serviço de qualidade a muitos municípios que precisam. Não basta que o Estado seja forte na questão fiscal, é importante que os municípios cearenses também sejam”, declarou o deputado Evandro Leitão.

Robson Loureiro, diretor pedagógico da Escola Superior do Parlamento Cearense (Unipace) participou da reunião representando o presidente da entidade, o deputado Salmito Filho. “Celebramos hoje um importante instrumento para que a Unipace possa, juntamente com a expertise dos fazendários, levar e difundir a governança fiscal aos municípios cearenses, que é exemplo do Ceará para o Brasil. Através de cursos de extensão e de especialização, esse conhecimento tão importante será difundido para o serviço público cearense”, sublinhou.

Presente ao ato, o deputado federal Idilvan Alencar (PDT-CE) reforçou que a Sefaz é um celeiro de conhecimento, e o trabalho desenvolvido pelos servidores viabiliza as diversas políticas públicas estaduais: educação, segurança pública, planejamento, saúde, finanças, dentre outras. “Fiz questão de estar presente na assinatura do convênio e fico feliz em saber que o Sintaf e a Fundação vão além das pautas da categoria e têm uma visão mais moderna, focada no conhecimento e no desenvolvimento das gestões municipais”, afirmou.

O diretor técnico-científico da Fundação Sintaf, Jurandir Gurgel, explica que antes do Curso de Especialização em Governança e Gestão Pública para Resultado, a ser ofertado em parceria com a Unipace, a Fundação promoverá um curso de curta duração. “O objetivo é apresentar ao público-alvo, de forma preliminar, os conteúdos que serão aprofundados no curso de especialização, no intuito de obtermos uma maior adesão a esta iniciativa”, adiantou.